O que é lixo?

Na natureza,” nada se cria, tudo se transforma”. Já dizia, Lavoisier, a mais de 200 anos atrás. Pois bem, tudo realmente se transforma, mas algumas matérias demoooooooram centenas de anos para se transformarem quando simplesmente devolvidas a natureza. E quando se transformam, tornam-se compostos prejudiciais ao solo e água, além de atraírem animais transmissores de doença. Pouca gente realmente se importa com o destino do seu lixo, depois de colocado no cestinho lá do portão para que nosso amigo lixeiro o leve sabe lá para onde.

Você já se perguntou :

“Para onde vai o meu lixo?”

Para responder essa pergunta, antes devemos chegar a um consenso do que é considerado lixo. Para a filosofia ZeroWaste (Lixo Zero), o resíduo que não é compostado ou reciclado, é lixo. Ou seja, todo resíduo que você não envia pra coleta seletiva, nem reutiliza em sua casa, nem faz compostagem, se torna lixo a partir do momento que o lixeiro comum o recolhe. E pra onde o lixeiro leva o seu lixo? Depende da estrutura da sua cidade, mas basicamente podemos ter 3 destinos para o seu lixo:

-Lixões

lixao lixao_juazeirodonorte_elizangelasantos_25_07_2011

Lixão é uma área de disposição final de resíduos sólidos sem nenhuma preparação anterior do solo. Institucionalizados ou clandestinos, esses locais recebem volumes diários de lixo que são amontoados um por cima do outro. Este é o destino menos indicado quando o assunto é o descarte do lixo. Por não ter nenhum tipo de proteção, esses locais se tornam vulneráveis à poluição causada pela decomposição do lixo, tanto no solo, quanto nos lençóis freáticos e no ar.O material despejado entra em processo de decomposição, produzindo o chorume e o gás metano. O chorume escorre com o auxílio da chuva e penetra na terra, chegando aos lençóis freáticos localizados abaixo do lixão e contaminando a água. Já o biogás resultante da decomposição do lixo e formado por gases como metano, gás carbônico (CO2) e vapor d’água, é liberado diretamente para a atmosfera – sem antes passar por nenhum tipo de tratamento. Além dos impactos ambientais, o acumulo de lixo atrai animais transmissores de doenças, como moscas e ratos. O local ainda é tido como fonte de renda para a população carente, que recolhe o material reciclável e, em alguns casos, chega a se alimentar dos restos encontrados no lixo.

-Aterro Controlado

Os aterros controlados são locais intermediários entre o lixão e o aterro sanitário. Trata-se geralmente de antigos lixões que foram remediados e passaram a reduzir os impactos ambientais e a gerenciar o recebimento de novos resíduos. Esses locais recebem cobertura de argila e grama e fazem a captação dos gases e do chorume. O biogás é capturado e queimado e parte do chorume é recolhida para a superfície. Os aterros controlados são cobertos com terra ou saibro diariamente, fazendo com que o lixo não fique exposto e não atraia animais.

-Aterro Sanitário

003lixc3a3o-2

Os aterros sanitários são espaços preparados para a deposição final de resíduos sólidos gerados pela atividade humana. Esses locais são planejados para captar e tratar os gases e líquidos resultantes do processo de decomposição, protegendo o solo, os lençóis freáticos e o ar. As células são impermeabilizadas com mantas de PVC e o chorume é drenado e depositado em um poço, para tratamento futuro. O biogás é drenado e pode ser queimado em flaires ou aproveitado para eletricidade. Por ser coberto por terra diariamente não há proliferação de pragas urbanas.

Agora que eu já te passei uma noção de quanto lixo você produz , pra onde vai o seu lixo, e qual a consequência disso para o meio ambiente, eu te convido a aderir a um novo estilo de vida, o ZeroWaste. Um estilo de vida onde você só tem 2 destinos para os seus resíduos sólidos: reciclar ou compostar.

Posso contar contigo?

Aguardo os seus comentários,

Até mais!

__________________________

Fontes: -http://www.rc.unesp.br/igce/aplicada/ead/residuos/res13.html -http://www.rumosustentavel.com.br/ecod-basico-lixao-aterro-controlado-e-aterro-sanitario/ -http://www.fenatema.org.br/noticia/prazo-para-os-lixoes-chega-ao-fim-mas-os-lixoes-nao-/5127 -http://blogs.diariodonordeste.com.br/gestaoambiental/tag/lixoes/ -https://jornaloexpresso.wordpress.com/2013/09/28/instalacao-de-aterros-sanitarios-no-oeste-e-corrida-contra-o-tempo/

Anúncios

O que tem no meu lixo?

Bom… antes de querer reduzir o lixo a qualquer custo, é importante analisarmos o que tem em nosso lixo, e pra onde atualmente isso está indo parar.

Eu fiz uma lista com o que atualmente compõe o lixo de minha casa. Moramos aqui, meu marido, meus dois cães e eu!

  • restos de comida (não tinha reparado no volume grandioso desse item!)
  • embalagens dos alimentos (garrafas pet, isopor, papel , papelao, vidros e latinhas de metal)
  • embalagens de cosméticos em geral
  • embalagens de produtos de limpeza
  • cotonetes e algodão
  • papel higiênico
  • barbeadores descartáveis
  • papeis (cupons fiscais, correspondência, folhetos…), tags e etiquetas adesivas
  • embalagens de medicamentos e medicamentos vencidos
  • sacolas plásticas e sacos de lixo

Por semana, o volume fica em torno de 3 sacos de 50L, dentre recicláveis e não-recicláveis.

Nos próximos posts, vou lhes contar as alternativas que encontrei para reduzir essa lista.

Abaixo, deixo fotos de um trabalho maravilhosos dos fotógrafos Peter Menzel e Faith D’Aluisio que visitaram diversas cidades ao redor do mundo registrando famílias locais, o que elas comem em uma semana e quanto gastam em dólares para sua alimentação em 7 dias. É muito bacana perceber que as famílias que gastam menos dinheiro, são as com alimentos mais saudáveis e refletir o volume de lixo produzidos por cada uma delas…

Até a próxima!

_______________________________________________________

Referencias:

http://www.hypeness.com.br/2012/01/projeto-fotografico-mostra-o-que-comemos-em-uma-semana/

Começando….

Olá Pessoal,

Sempre fui ligada nessa onda de reciclagem e sustentabilidade. Recentemente assistindo o Fantástico, vi uma reportagem de uma jovem que no período de 2 anos, produziu somente 1 frasco pequeno de lixo. Essa jovem chama-se Lauren Singer e tem o blog Trash is for Tossers, onde relata momentos e dicas de sua vida “quase” sem lixo. Fiquei fascinada. A partir daí entrei numa busca de mais informações sobre o assunto, e descobri um movimento (ZeroWaste) por um mundo sem lixo.

Em dez anos, de 2003 a 2012, a geração de lixo por pessoa aumentou de 955g por dia para 1,223 kg no Brasil . Você leu com atenção? P-O-R    D-I-A.

Você sabe quantos habitantes tem o Brasil? 202 milhões.

esferas_lixo11

É pessoal……….a coisa ta preta….. eu resolvi entrar numa mudança de hábitos e inspirada em minha amiga Lauren, e chegar o mais próximo possível do Lixo Zero, um dos objetivos do movimento Zero Waste.

Resumindo: Zero Waste é uma filosofia que encoraja o redesenho dos hábitos e rotinas de vida, de modo que todos os produtos são reutilizados onde nenhum lixo é enviado para aterros e incineradores.

Eu agora tô nessa, e vou dividir minhas dificuldades e soluções com você! Não deixe de comentar!

Até mais

___________________________

Para assistir a reportagem do fantástico:

http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2014/12/jovem-americana-produz-lixo-que-cabe-dentro-de-pote-em-dois-anos.html

Outros sites bacanas a respeito:

http://zerowasteyouth.org/site/

http://www.zerowastehome.com/

Fontes:

(http://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia/2013/05/volume-de-lixo-cresce-em-proporcao-maior-que-populacao-brasileira.html)

(http://pt.wikipedia.org/wiki/Brasil)

(http://mdh-recicl.blogspot.com.br/2012/05/do-ponto-de-vista-do-planeta-nao-existe.html)